A Alegria do Evangelho

O Evangelho é Boa Nova, é alegria e fonte da divina paz, da conversão do coração, da presença de Deus e do seu amor, da vida nova do Ressuscitado que é Palavra do Pai, imagem de Deus invisível. Com o Evangelho chega até nós, à mente, ao coração e à vida, a alegria de Deus e o Deus da alegria, da divina festa, da consolação e do bálsamo interior. Evangelho que, colocado em prática, nos converte, nos enche de gáudio, nos faz teste-munhas vivas da alegria divina. Só assumindo o Evangelho, fazendo dele vida das nossas vidas, só pautando a vida pelos critérios do Evangelho poderemos ser cristãos convictos e convincentes, cristãos fermento de vida nova, com audácia e determinação, prontos para imitar Jesus, sofrer com Ele e com Ele ser vida evangélica no meio do mundo, das estruturas da sociedade, da família, da Igreja.

O Papa Francisco concedeu à Igreja e ao mundo este texto magnífico, a Exortação Apostólica «A Alegria do Evangelho», que é convite à conversão pessoal, familiar, eclesial para vivermos a Palavra que salva e liberta, para que nossas vidas, cheias da riqueza divina da Palavra, sejam fermento e semente de graça e de conversão, para que mudem nossas mentalidades mundanas, nossas paixões desordenadas, nossos critérios pecaminosos, para sermos alegria de Deus no meio do mundo. O modo de evangelizar, de fazer pastoral, de nos lançarmos numa alegre pastoral vocacional, social, caritativa, tem que partir de corações tocados e transformados pela alegria da Palavra, a alegria do Evangelho.

Alegres de Deus, repletos da sua divina alegria, seremos mais audazes no modo apostólico de agir, de desmascarar a injustiça, a calúnia, a exploração criminosa, a fraude suja, o comércio de pessoas, a violência que destrói projectos e vidas, a mentira que corrompe, as estruturas do mistério da iniquidade que estão em nós, na família, na Igreja e na sociedade. Alegres de Deus, alegres por causa de Deus e do seu Evangelho, seremos luz que deseja iluminar caminhos de vida nova, de graça e de conversão. Com humildade, pois Deus é humilde, seremos portadores do Evangelho da alegria e da alegria do Evangelho. Iremos construindo, com o Evangelho vivo, a civilização do amor, iremos sendo instrumentos simples mas eficazes da transformação dos homens e mulheres, dentro e fora da Igreja, iremos sendo, pelo dom da graça, testemunhos vivos do Evangelho que é Boa Nova.


Dário Pedroso, s.j.
Fonte: Apostolado da Oração

Face de Cristo - resplandecei em nós!

Joomla Templates and Joomla Extensions by JoomlaVision.Com